in

5 motivos para você adequar sua dieta ao seu treino

Comer de forma saudável é a forma de melhorar seus resultados nos treinos

5-motivos-para-adequar-a-sua-dieta-ao-seu-treino-01

A sua alimentação pode aumentar ou diminuir seus resultados dos treinos. Siga esses cinco passos para se manter na linha.

80% cozinha. 20% academia. Isso você já deve ter ouvido antes, mas ainda deve ficar confuso a respeito – especialmente depois de uma hora malhando intensamente. Como pode todos esses exercícios serem responsáveis por apenas um quinto da minha transformação física? Basicamente: Porque esses exercícios só trazem o resultado esperado com o combustível certo, ou seja, a alimentação correta.

Considerando isso, Emma Rose, principal nutricionista da Fresh Fitness Food, explica os benefícios que ganhamos quando combinamos nossas refeições com nossos treinos.


Isso te ajudará alcançar os seus objetivos nos treinos

Começando pelo mais importante. ”A maior diferença acontecerá quando você adequar os alimentos certos ao número de calorias que você deve ingerir por dia.” Diz Rose. Isso determina se você vai ganhar peso, perder peso ou manter seu peso.

“Você também pode alternar as porções entre macronutrientes (proteína, gordura e carboidrato) que compensam o número total de calorias ingeridas. Isso vai ajudar a suprir as suas necessidades e sua rotina de treino.” Segundo Rose.

Por exemplo, se você está fazendo muitos exercícios cardiorrespiratórios você pode incluir bastante carboidrato em sua dieta já que eles são os responsáveis por lhe dar energia. Ou caso você levante muito peso e precisa de ajuda para seus músculos se recuperarem você deve ingerir bastante proteína.

Isso te fará ter mais consciência sobre os alimentos que você come

Trabalhando no tipo de caloria e macronutrientes que você ingere você vai curtir mais a comida saudável, pois verá que as suas metas na academia serão alcançadas, ao contrário do que acontece com a comida gorda. “Bebidas doce, café com leite e bebidas alcoólicas podem carregar uma grande quantia de calorias e isso pode prejudicar a sua dieta.” Diz Rose. Isso sem acrescentar nada importante ao nosso corpo. Inclua em sua dieta muita carne magra, vegetais coloridos, fibras e fontes de gordura boa – logo você descobrirá que isso não deixará espaço para qualquer outro tipo de alimento.

Você não deve comer demais

Isso pode parecer obvio, mas manter uma rotina de malhação pode te deixar constantemente faminto. Mas, um estudo publicado no Journal of the Association for Consumer Research descobriu que comer comida saudável pode te fazer comer muito, afinal a comida é leve e você não vai te engordar. De qualquer forma, “se você está consumindo mais energia do que gasta nos treinos, você vai ganhar peso independente de ser comida saudável ou não.” Diz Rose.

Mas você também não deve comer de menos

“Comer pouco pode ser muito perigoso, o corpo humano precisa de uma quantidade correta de vitaminas, minerais e energia para que ele funcione corretamente.” Diz Rose. A falta desses alimentos pode resultar em mudanças de humor (ninguém gosta de pessoas bravas), falta de concentração e em um efeito negativo em seus treinos.


Você pode dividir os macronutrientes durante o dia

Ter uma dieta balanceada em macronutrientes e calorias é uma coisa, mas uma refeição balanceada pode te ajudar a ter os melhores benefícios de cada alimento. Por exemplo, a maioria dos carboidratos que consumimos no café da manhã e as proteínas que consumimos no jantar não vão trabalhar em conjunto com um treino apropriado.

Seu corpo só pode processar uma quantia de proteína de cada vez, mais do que isso, ela acaba sendo dispensada pela urina, e seus músculos consomem muita proteína durante o dia, portanto dividindo esses alimentos durante o dia, ajudará os seus músculos a se recuperarem mais rápido. Uma dieta que divide os macronutientes em 3 a 5 refeições no dia é a melhor maneira de dar ao seu corpo o que ele precisa.

Então, como você irá combinar sua dieta com sua rotina de exercícios?

Além de seguir o que profissionais indicam, tem muita lição de casa para ser feita.
Primeiro, você precisa descobrir a quantidade de calorias que você queima todos os dias só por estar vivo – também descubra sua taxa metabólica basal. O que é mais fácil do que você pensa, basta entrar neste site: (em inglês). Depois você precisa definir se quer perder peso ou ganhar músculos.

Uma vez que você descobriu o número de calorias que você precisa, descubra quantas gramas de cada macronutriente você precisa consumir. Para fazer isso recomendamos utilizar 40% proteína, 30% gordura e 30% carboidrato para começar- e então utilize os números a baixo para trabalhar nisso.
Aqui estão as calorias que cada macronutriente contém:

– 1g de proteína = 4 calorias

– 1g de carboidrato = 4 calorias

– 1g de gordura = 9 calorias.

Então, pegue 40% das calorias diárias e divida esse número em 4 para descobrir quantas gramas de proteína você deveria comer. Repita esse procedimento para as gorduras e também carboidratos.

Tudo isso pode ser feito por um aplicativo como o My Fitness Pal e você estará bem no caminho de combinar a sua dieta perfeita com a sua rotina de treinos. Agora você não terá mais desculpas para não se alimentar da forma adequada para seu treino.

Fontes: Fresh Fitness Food, Journal of the Association for Consumer Research

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Comments

0 comments

5 Razões do porque as-dietas-sao-melhores-que-os-treinos-para-perder-peso

5 Razões do porque as dietas são mais importantes que os treinos para perder peso

Benefícios incríveis que o morango traz para sua saúde

Benefícios incríveis que o morango traz para sua saúde